Criança que tinha 0% de chance de sobreviver, agora tem 1 ano de idade

A criança nasceu 113 dias mais cedo e certamente causou muitas preocupações. As chances de sobrevivência, bem, eram de 0%, porém aconteceu algo que mudou completamente o curso dessa história e agora veremos com mais detalhes como tudo aconteceu.

Beth Hutchinson estava grávida de apenas 5 meses quando, graças a complicações médicas, ela acabou dando à luz prematuramente. Richard nasceu com apenas 5 meses!

Além dessa informação importante, Beth não sabia na época, mas ela acabara de dar à luz o bebê mais prematuro do mundo. Talvez tenha sido algo histórico e até positivo para essa mãe, porém, não foi bem assim que aconteceu.

filho mais velho do mundo

Com 5 anos de desenvolvimento, a criança certamente acabaria tendo muitas complicações, o suficiente para ela nem mesmo conseguir se desenvolver. E foi logo após o nascimento da criança que a equipe médica do hospital informou aos pais que seu filho tinha 0% de chance de sobreviver. Isso mesmo, não havia chance de sobrevivência para o pequeno Richard.

Apesar de tudo isso, seus pais continuavam acreditando que ele sobreviveria, mas a equipe médica sabia da real possibilidade, afinal ele era tão frágil e pequeno que cabia na palma de uma mão. Seria uma grande luta para ele sair de lá.

A neonatologista Stacy Kern disse que as primeiras semanas da criança seriam extremamente complicadas, mas se eles pudessem ajudá-la nesse processo, o próprio Richard seria capaz de lutar por sua própria vida.

filho mais velho do mundo

Bem, com o tempo foi tomando forma e, claro, contando com toda a assistência médica de que precisava. Demorou meses para passar por isso e quanto mais tempo passava, menor o risco de vida da criança. Os próprios médicos que não acreditaram na sobrevivência da criança acabaram conseguindo mudar seu então destino.

No final do processo, foram 6 meses no hospital e com certeza foi uma experiência muito interessante. A cada momento que passa, a criança fica mais forte e agora ela está preparada para a batalha fora do hospital.

Embora não seja possível estar com ele todos os dias (principalmente por causa da pandemia) os pais de Richard estavam lá sempre que possível, acompanhando e ajudando em tudo que podia para que a criança conseguisse ficar bem.

filho mais velho do mundo

Segundo eles, o objetivo dessas visitas era apoiá-lo, não queriam deixá-lo sozinho nesse período. Se esse suporte funcionou ou não, não é discutível, no entanto, é certamente uma bela história para contar.

Enfim, não faz muito tempo, a pequena completou 1 ano de vida. O que pode parecer um evento comum vem carregado de um fardo para seus pais, que estão lá desde sua primeira respiração e a viram lutar pela sobrevivência. E é claro que as dificuldades dele não existem mais, sério, a cada dia ele se torna uma criança mais forte!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.